Cositas

11 de dezembro de 2009

Faz um tempinho que eu não venho aqui, acho que da última vez foi pra contar que eu comecei a fazer aulas de cerâmica aqui em Santa, com uma ceramista que mora perto de casa, a Marina. As aulas são muito boas e descobri que fazer cerâmica é uma terapia, como se durante a aula não existisse mais nada ^^

Hoje eu vim aqui pra mostrar o resultado de um mês de aulas (pelo menos um pouco do que foi feito até agora) e se tudo der certo vou começar a postar com mais frequência

Só pra constar: o dedo do meio do garfo quebrou quando ele foi pro forno, pra queimar a cerâmica, uma pena.

E os copos (sim, são dois, mas só tem foto de um) a leiteira e a cumbuca são esmaltados por dentro, só que incolor. Não sei se dá pra notar na real.

Espero que vocês gostem, ainda tá meio rustico mas eu curti bastante o resultado :D

PS: as fotos, por algum motivo desconhecido, ficaram meio distorcidas mas caso tu queira ver elas direitinho, tá tudo no flickr!

Cerâmica

30 de outubro de 2009

Essa coisinha tosca e simpática que vocês estão vendo aí em cima é a minha primeira experiência com cerâmica!

 

Simmmm :D Eu vou começar a fazer aulas de cerâmica na semana que vem, falei com a professora ontem e ela me deu um bloco de argila pra eu ir treinando no fim de semana :DDDD

 

Essa foi a minha primeira “peça” ^^ quando eu fizer alguma coisa mais decente, mostro aqui.

 

;)

Retomando as coisas

19 de outubro de 2009

Bueno pessoas, acho que chegou a hora de retomar algumas coisas, começando por esse blog que eu acabei deixando de lado desde que fiz ele.

A idéia inicial disso daqui era ir postando as coisas que eu descobria ao longo do meu TCC, o que acabou não acontecendo. Entonces, já que o TCC terminou, pensei em postar aqui o resultado, e é o que eu vou fazer – mas não hoje. Querem saber por quê? 

Não, ninguém lê esse blog.

Mas enfim, vou explicar de qualquer maneira, vai que né…

 

O meu TCC era sobre embalagens de vidro retornáveis para alimentos, e eu fiquei satisfeita com o resultado, daí resolvi mandar ele pro site The Dieline (que é só de embalagens legaiss) e ver se de repente eles publicam lá. Só que acontece que eles só aceitam embalagens que nunca foram colocadas em nenhum outro site, então só vou publicar aqui depois de mandar pra eles e ver se eles publicam.

Tá, no mais era isso.

Me desejem sorte o/

Caleb Siemon

14 de fevereiro de 2009

Trabalho muito legal do americano (acho que é americano) Caleb Siemon.

Tiro no Escuro

3 de fevereiro de 2009

Muito legais esses copos pra martelinho da Suck UK, eles brilham no escuro!shotdark1

Fundo de Garrafa

3 de fevereiro de 2009

oculos1

oculos21

c393culos-22

Os Beer Goggles, criação da Urban Spectacles de Scott Urban, são óculos com armação de vidro (eles tem outros tipos, como de madeira, vinil, peças de bicicleta) que são feitos a partir das garrafas de cerveja escolhidas pelo cliente (dá pra mandar as garrafas inclusive) e junto com a receita do médico a lente sai no grau que tu usares e na cor que tu quiseres.

Mas será que não pesa?

 

Fonte: Bem Legaus

Qualidade

29 de janeiro de 2009

Para manter a qualidade do caco na reciclagem do vidro, algumas precauções devem ser tomadas: tampas e rótulos devem ser removidos e o material deve passar por um processo de lavagem para que o resíduo seja removido, caso contrário as embalagens e os fornos podem ser danificados.

Pedras, cerâmicas, concreto, louças e cristal
São impurezas, produtos inorgânicos estranhos à formulação do vidro sodacal, difíceis de serem fundidos nas temperaturas do forno de fusão e conseqüêntemente geram falhas ou defeitos no produto final.


Material orgânico (plástico, papel e terra)
Em princípio volatizam às altas temperaturas, porém em excesso podem alterar a atmosfera do forno, resultando em reações químicas que alteram a cor ou criam bolhas.


Metais ferrosos ou não ferrosos 
Contaminam o vidro, provocando manchas de cor totalmente diferentes do vidro base. Provocam bolhas ou aparecem no produto final na forma de defeitos metálicos e/ou pontos pretos, manchas, nuvens de bolhas, etc. O ferro metálico reage com o material refratário do forno de fusão, chegando a furar a sola e as paredes do forno, interrompendo a fabricação ou no mínimo, diminuindo a sua vida útil.


Vidros farmacêuticos / laboratório
Embalagens de vidro que contenham elementos químicos, nocivos a saúde ou corrosivos (classe 1) devem ser descontaminados antes de ir para a reciclagem. Para maior segurança, procure o Órgão Ambiental de sua região para dar o destino final adequado para o material. 


Segregação de cacos para reciclagem de vidro plano 
O caco de vidro plano (float (liso) ou impresso) não deve ser misturado ao de embalagens.Sua reciclagem é feita junto às insdútrias fabricantes e através de recicladores especializados, que adquirem caco junto à rede de venda de vidros de reposição para veículos. O caco laminado também pode ser ser reciclado por um císrculo ainda menor de receptores, os quais processam o mesmo atrvés de moagem, removendo o filme plástico de PVB (polivinilbutiral), que se limpo de forma adequada (livre de caqinhos) também pode vir a ser reciclado. Assim se você desejar reciclar algum caco de vidro plano, incluindo espelhos, a forma mais prática é oferecê-o a uma vidraçaria de seu bairro, aqual particpe da coleta de caco, destinando o caco gerado para um sucateiro.

OBS: O vidro aramado não é reciclavél.

 

Fonte: Abividro

Virus

27 de janeiro de 2009

Esta série muito legal de vasos de cristal “contaminando” móveis é do designer (holandês, se não me engano) Pieke Bergmans.  Ele pressiona bolhas de vidro ainda quentes contra o mobiliário e quando o vidro seca os dois objetos ficam unidos.

Ele tem outros trabalhos também muito bons com esse mesmo conceito de bolhas de vidro, mas na versão de luminárias. 

 

Fonte: of paper and things

Sobre a reciclagem

14 de janeiro de 2009

O vidro é um material que recicla em ciclo fechado, ou seja, uma garrafa de vidro pode se tornar uma garrafa exatamente igual pois não há perda de material nem de qualidade durante o processo. Diferente do plástico, por exemplo, que depois de reciclado não pode ser utilizado com a mesma finalidade. 

A reciclagem, além de diminuir o volume do descarte de lixo (que colabora com um aumento de vida útil dos aterros sanitários e uma diminuição nos custos com coleta urbana) permite poupar matérias primas naturais, como areia, barrilha, calcário, etc. A produção a partir do próprio vidro também consome menor quantidade de energia e emite residuos menos  particulados de CO2, o que também contribui para a preservação do meio ambiente. 

No processo de fabricação do vidro podem ser introduzidos cacos junto com matéria prima virgem. Alguns dados relacionados a isso:

10% de “cacos” >  4% ganho energético

1 ton de “cacos” > economia de1,2 ton de matérias-primas

10% de “cacos” >  reduz em 5% a emissão de CO2 (Protocolo de kyoto)

 

Fonte: ABIVIDRO

Só pra apresentar o blog.

22 de dezembro de 2008

Bueno, 

Vou me formar em Design de Produto no semestre que vem, e como tema de trabalho de conclusão de curso eu escolhi fazer uma linha de embalagens de vidro para diversos tipos de alimentos.

Tá, e daí?

Bom, e daí que eu resolvi criar esse blog pra compartilhar as informações que eu arrecadar, principalmente no que se trata de vidro (processos de fabricação, características do material, design). 

 

Por enquanto é só. Caso queiram colaborar com a minha busca, por favor, deixem um comentário e tal :)

 

Obrigada, 

Beta.